Promoção!

Alpendre a Cinco Vozes

12.00 10.80

de: Antero Barbosa | Editor: Guerra & Paz
Tema: Romance | Edição: Janeiro 2020 | ISBN: 9789897025181

Sinopse:

Esta é a história do Menino QuiNando, o menino de oiro da família Melo Moreira, proprietária da senhorial Casa do Alpendre. Já passou dos setenta anos, mas continua a ser o Menino QuiNando em Crualto, uma povoação no cerne da encosta. Afastado da frequência dos palcos habituais que a fortuna pessoal sempre lhe facultou, o único confronto teatral que lhe resta é com Arménio, filho dos caseiros, que é o melhor e o pior dos seus amigos. Numa escrita polifónica e poligráfica, juntam-se, aos comparsas, as vozes do Sol, do povo e do escritor, que filtram e expandem versões, procurando recuperar os fragmentos que possam traduzir em escrita o intraduzível da vida. Eis o que disse o júri que atribuiu a esta ficção narrativa o Prémio Literário Orlando Gonçalves, na sua XXII edição: «Recorrendo a cinco vozes narrativas, o conjunto assume um caráter coral, construindo personagens bem recortadas e revelando um assinalável domínio da linguagem utilizada.»

Descrição

Detalhes sobre o produto:

  • Título: Alpendre a Cinco Vozes
  • Autor: Antero Barbosa
  • ISBN: 9789897025181
  • Edição: Janeiro 2020
  • Editor: Guerra & Paz
  • Tipo: Livro
  • Encardenação: Capa Mole
  • Páginas: 112
  • Tema: Romance
Envio em 48/72 horas após confirmação do pagamento
Portes gratuitos via CTT (Correio Editorial)

Sobre o Autor:

Antero Barbosa (1956), natural, por acaso, do concelho do Marco de Canavezes, reside, na sequência desse acaso, no Porto, desde 1976. É licenciado, sem descaso, em Estudos Portugueses, e exerceu, em caso não omisso, cargos administrativos e dirigentes em estabelecimentos da Universidade do Porto, em paralelo a vidas várias, a familiar e cívica entre elas. Há, em todo o caso, o vício da literatura desde a adolescência. Publicou, ao acaso, Contextos (contos), 2005; Ramo e de repente (poemas), 2005; A Câmara Lenta da Morte (conto), 2017; Descoincidências – Obras InCompletas – Poema (coletânea 1982-2017), 2018; Obras In-Completas – Conto (coletânea), 2019. Quando se deu o caso de um júri que leu os seus textos, obteve os seguintes prémios literários: Prémio de Poesia Brétema, 1990; Prémio Nacional Trindade Coelho – 2.º prémio (contos), 2005; Prémio Literário Fernanda Botelho (conto), 2016; Prémio Literário Orlando Gonçalves (ficção narrativa), 2019. Manter-se-á até ao ocaso no ofício de «escreviver».