Promoção!

O Banqueiro Anarquista

9.45

de: Fernando Pessoa | Tema: Romance | Maio 2021 | Chancela: Guerra & Paz
SEGURO – DESCONTO IMEDIATO – PORTES GRÁTIS – ENVIO ATÉ 3 DIAS ÚTEIS

Tínhamos acabado de jantar.
Defronte de mim o meu amigo, o banqueiro, grande comerciante
e açambarcador notável, fumava como quem não pensa.

SINOPSE:

O banqueiro anarquista do qual pouco mais sabemos é, à excepção do narrador de quem não sabemos nada , a única personagem deste conto em forma de diálogo, no qual o «banqueiro, grande comerciante e açambarcador notável» defende ser anarquista, «na teoria e na prática».

Usando de uma lógica inabalável, o Banqueiro irá demonstrar ao amigo, que o interpela de tempos a tempos para manter a ideia dialogante da trama, que ele é que é «o verdadeiro anarquista».

Nas palavras do poeta português Arnaldo Saraiva, esta «É uma história impressionante, de inteligência, de raciocínio, diria até de humor, do tipo britânico. Este conto, ou novela, magistral, muito bem escrito e, também, cheio de filosofia política e de ironia política, é uma página digna de figurar entre os melhores textos irónicos que já se escreveu.»

SOBRE O AUTOR:

Fernando António Nogueira Pessoa (Lisboa, 13 de junho de 1888 — Lisboa, 30 de novembro de 1935) foi um poeta, filósofo, dramaturgo, ensaísta, tradutor, publicitário, astrólogo, inventor, empresário, correspondente comercial, crítico literário e comentarista político português.

Fernando Pessoa é o mais universal poeta português. Por ter sido educado na África do Sul, numa escola católica irlandesa, chegou a ter maior familiaridade com o idioma inglês do que com o português ao escrever os seus primeiros poemas nesse idioma. O crítico literário Harold Bloom considerou Pessoa como “Whitman renascido”, e o incluiu no seu cânone entre os 26 melhores escritores da civilização ocidental, não apenas da literatura portuguesa mas também da inglesa.

Das quatro obras que publicou em vida, três são na língua inglesa e apenas uma em língua portuguesa, intitulada Mensagem. Fernando Pessoa traduziu várias obras em inglês (e.g., de Shakespeare e Edgar Allan Poe) para o português, e obras portuguesas (nomeadamente de António Botto e Almada Negreiros) para o inglês.

Enquanto poeta, escreveu sob diversas personalidades – heterónimos, como Ricardo Reis, Álvaro de Campos e Alberto Caeiro –, sendo estes últimos objeto da maior parte dos estudos sobre a sua vida e obra. Robert Hass, poeta americano, diz: “outros modernistas como Yeats, Pound, Eliot inventaram máscaras pelas quais falavam ocasionalmente… Pessoa inventava poetas inteiros”. Buscou também inspirações nas obras dos poetas William Wordsworth, James Joyce e Walt Whitman.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Fernando_Pessoa

 

Descrição

  • Título: O Banqueiro Anarquista
  • de: Fernando Pessoa
  • Tema: Romance
  • Idioma: Português
  • ISBN: 9789897025877
  • Editora: Guerra & Paz
  • Edição: 04 Maio 2021
  • Dimensões: 150 x 230 x 8 mm
  • Páginas: 80
  • Tipo: Livro
  • Capa: Mole

Também pode gostar…