Promoção!

O Rubro Perfume das Acácias

20.00 18.00

Sinopse:

Nuno é um seminarista sinceramente convicto da sua vocação para o sacerdócio. No decurso de umas férias apaixona-se por Guiomar, uma moça alegre, sensual e algo volúvel. A partir daqui a vida de Nuno transforma-se num drama íntimo que lhe vai sugando as energias psíquicas e provoca angústias e desequilíbrios emocionais que acabam por levar a comportamentos de revolta, à contestação dos princípios religiosos que são a base da sua educação, à demanda obsessiva de realização amorosa e sexual e, finalmente, ao abandono do seminário.

A história passa-se no final da década de 60 e início da década de 70 do séc. XX, no sul de Moçambique, num triângulo geográfico-social constituído pelo Colonato do Limpopo, espaço rural de gente simples e laboriosa, a vila da Namaacha, aprazível estância dos Montes Libombos onde se situa um centro de devoção mariana, e Lourenço Marques, a bela e cosmopolita capital de Moçambique. Como pano de fundo, as transformações sociais, políticas e religiosas em curso nessa época.

Como temática fundamental, o romance aborda a questão do celibato dos padres católicos e as consequências psicológicas e comportamentais da sua imposição. Paralelamente, são abordadas questões relacionadas com os dogmas fundamentais do catolicismo e o problema da exclusão das mulheres do sacerdócio.

Envio em 24 Horas

Descrição

Sinopse:

Nuno é um seminarista sinceramente convicto da sua vocação para o sacerdócio. No decurso de umas férias apaixona-se por Guiomar, uma moça alegre, sensual e algo volúvel. A partir daqui a vida de Nuno transforma-se num drama íntimo que lhe vai sugando as energias psíquicas e provoca angústias e desequilíbrios emocionais que acabam por levar a comportamentos de revolta, à contestação dos princípios religiosos que são a base da sua educação, à demanda obsessiva de realização amorosa e sexual e, finalmente, ao abandono do seminário.

A história passa-se no final da década de 60 e início da década de 70 do séc. XX, no sul de Moçambique, num triângulo geográfico-social constituído pelo Colonato do Limpopo, espaço rural de gente simples e laboriosa, a vila da Namaacha, aprazível estância dos Montes Libombos onde se situa um centro de devoção mariana, e Lourenço Marques, a bela e cosmopolita capital de Moçambique. Como pano de fundo, as transformações sociais, políticas e religiosas em curso nessa época.

Como temática fundamental, o romance aborda a questão do celibato dos padres católicos e as consequências psicológicas e comportamentais da sua imposição. Paralelamente, são abordadas questões relacionadas com os dogmas fundamentais do catolicismo e o problema da exclusão das mulheres do sacerdócio.

Sobre o Autor:

Manuel dos Santos Rodrigues nasceu em 1950, em Marmelos, Mirandela.
Com nove anos, partiu com os pais para Moçambique.
Depois de terminar a escola primária, ingressou no Seminário, que viria a frequentar até à conclusão do primeiro ano de Teologia.
Em 1972, ruma a Lisboa para se inscrever na Faculdade de Letras, onde completa a licenciatura em Filologia Clássica (1977).
Nesta mesma Faculdade tira o mestrado em Literatura Latina (1988).
Em 2000, faz o doutoramento em Literatura Portuguesa, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, da Universidade Nova de Lisboa.
Foi professor do ensino básico e secundário, orientador pedagógico, leitor de português em Bolonha e professor do ensino superior (Faculdade de Letras de Lisboa, Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação e Faculdade de Ciências Sociais e Humanas).
Tem colaboração literária (poesia, contos, crónicas) dispersa por vários jornais e revistas.
Dentro das suas áreas de especialidade científica, publicou diversos artigos e livros.
Em Abril de 2018, deu à estampa, em edição de autor, o livro de poesia Altar de Pena Escrita (Tríptico Poético).

Detalhes sobre o produto:

  • Título: O Rubro Perfume das Acácias
  • Autor: Manuel dos Santos Rodrigues
  • Tema: Romance
  • ISBN: 9789897791567
  • Editora: Edições Vieira da Silva
  • Edição: Fevereiro 2019
  • Idioma: Português
  • Nº de Páginas: 436